Roessler – versão 2009

Confira o que o Movimento Roessler prepara para este ano, na visão do presidente reeleito, Markus Wilimzig:

PROJETOS

Em primeiro lugar, queremos dar continuidade aos projetos em andamento, que são aqueles sobre as sacolas ecológicas e sobre o óleo de cozinha usado. O projeto das sacolas ecológicas está numa fase que pode ser chamada de “Conseguirmos”, já que muitas instituições e supermercados copiaram esta ideia e estão produzindo as próprias sacolas de tecido.

O projeto de óleo da cozinha usado está tendo andamento já no seu segundo ano. Temos várias escolas nas quais os alunos e também toda a população podem levar os resíduos de óleo da cozinha.

Começamos a distribuir recipientes para o óleo em conjunto com a imobiliária Tudo, em vários condomínios. Como podemos dar a esse óleo um destino ecologicamente correto, destinando-o a uma empresa que recicla o óleo para outros usos industriais, esse projeto abre uma alternativa para outras iniciativas, como aquelas que produzem sabão artesanal a partir do óleo.

Em 2009, vamos aumentar esse projeto com a distribuição de recipientes para mais escolas e também através de uma proposta para um financiamento de material de divulgação, talvez com verba do FUNDEMA – Fundo Municipal de Meio Ambiente.

METRÔ

Vamos ter uma grande obra em Novo Hamburgo – a obra do Trensurb – com o corte de uma grande quantidade de árvores. Nosso trabalho vai ser o de fiscalização da realização das compensações ambientais, que estão previstas nas licenças prévias concedidas pela FEPAM.

Nosso novo vice-presidente pretende fazer um projeto com as escolas sobre o levantamento de árvores existentes antes da obra. Queremos que os alunos fotografem, desenhem e descrevam as árvores que seriam derrubadas. Com esse levantamento, teremos um documento para não esquecer o que foi feito e também para fiscalizar as compensações.

NOVO GOVERNO

Dentro deste contexto, também precisamos ficar de olho na nova administração municipal. Por exemplo, está sob responsabilidade do Município o destino das 11.040 árvores de compensação ambiental pela obra do metrô.

Começamos, muito tempo antes das eleições, a participar das reuniões do grupo de meio ambiente do Partido dos Trabalhadores, que em janeiro assumiu o comando de Novo Hamburgo. Lá, auxiliamos na elaboração de um Plano de Políticas do Meio Ambiente. Foram incluídos, neste documento, também os pontos que o Movimento quer na área do meio ambiente, conforme descritos na última edição do nosso jornal em 2008.

Agora é a hora de começar a fiscalizar o uso deste documento.

RENOVAÇÃO

Um problema do Movimento Roessler é a não participação de jovens. Quando falamos nas palestras nas escolas, todos acham “bem legal” o nosso trabalho. No entanto, participar da entidade é bem mais difícil. Esta falta de envolvimento não é um problema exclusivo nosso. Conversando com outros associações, percebemos situação semelhante. Não chegamos ainda a uma solução, mas é preciso alcançar um equilíbrio, ou teremos um Movimento de Idosos em poucos anos. Quem tem ideias sempre é bem-vindo para mudar esta situação.

ELEIÇÃO

A reunião geral de eleição da nova diretoria do Movimento Roessler foi realizada em dezembro, com 11 associados. Foram eleitos: Markus Wilimzig como presidente, Felipe Scheid como vice-presidente, Adolfo Klein como tesoureiro e Debora, Silvana, Maria e Cecilia como conselheiras fiscais.

Comments are closed.