O que o Roessler quer para a cidade

Movimento expõe ações que considera fundamentais para serem incluídas na política ambiental do próximo prefeito de Novo Hamburgo:

1 – Ações de recuperação do Rio dos Sinos e seus contribuintes:

– Investimento em tratamento de esgoto, instalação de separadores absolutos em toda a cidade, instalação de um sistema de coleta de lodo das fossas de cada casa a cada ano, com estações de tratamento deste lodo;

– Obrigação para novos empreendimentos de instalar sistemas de tratamento de esgoto com maior eficiência do que apenas “fossa e filtro”;

– Preservação e replantio da mata ciliar;

– Despoluir os arroios de Lomba Grande;

– Um trabalho de conscientização com os moradores da Vila das Flores na estrada de Integração, na beira do banhado (área de preservação ambiental);

– Instalação de estações de controle permanente da qualidade de água, com os dados de pH, temperatura, oxigênio, condutividade, sólidos flutuantes;

– Remover as invasões dentro do banhado, revitalizando as áreas já degradas;

– Elaborar regras para o Distrito Industrial, no bairro Canudos, para evitar danos no banhado em casos de incêndio ou outros acidentes. Não autorizar o funcionamento das indústrias que não preverem regras para estes casos. Que seja aplicada a legislação vigente a respeito;

– Tratamento adequado do chorume dos locais de disposição do lixo nos bairros Roselândia e Rondônia.

2 – Ações de visem a melhoria do sistema de coleta e tratamento dos resíduos gerados no município:

Novo Hamburgo

Clique para ampliar

– Fazer cumprir através de rigorosa fiscalização o que estabelece o Plano Diretor de Novo Hamburgo, em seu Artigo 74: não é permitida a atividade de deposição de resíduos em qualquer local da cidade, exceto na APA Norte, desde que submetida a análise e diretriz urbanística especial, ou seja: mediante um plano de gerenciamento de resíduos que garanta a triagem prévia de entulhos e volumosos para evitar o aterramento ou incineração de materiais poluentes.

– Implantação de sistema de coleta e tratamento de resíduos líquidos domésticos, e solução para os resíduos sólidos urbanos no município;

– Construção de uma nova vala para depósito dos resíduos que realmente sobrem após uma triagem eficiente nos galpões. Para que essa eficiência aconteça, é necessária a construção de mais um galpão de triagem;

– Ativar a compostagem acelerada, depositando ali apenas resíduos que possam produzir um adubo de qualidade;

– Construir as quatro baias previstas para serem instaladas ainda em 2006;

– Incentivar o uso de sacolas ecológicas, ou seja, manufaturadas com o uso de materiais biodegradáveis;

– Política para orientação a comunidade sobe a separação do lixo, coleta seletiva, consumo consistente e ético;

– Políticas públicas que promovam centros de reciclagem onde possam ser ministrados cursos e palestras, um espaço onde escolas possam utilizar como meio de atividades diversas dentro do âmbito ecológico;

– Projetos para aproveitamento de lixo, tornado-os objetos de arte;

– Instalação da separação dos resíduos da construção conforme lei existente e vigente;

– Legislação que conscientize sobre a necessidade da substituição do plástico em sacolas, copos, materiais de uso diário em restaurantes, bares, etc.;

– Campanha para a criação de uma cultura da devolução de garrafas, plásticos, pilhas, lâmpadas, baterias, etc., inclusive prevendo um desconto no preço dos novos produtos para quem fizer a troca;

– Organizar uma cooperativa ou legislar sobre as empresas que compram material reciclado de forma a estimular a retirada das ruas, terrenos baldios e beiras de arroios e rios de todo lixo que possa ser reciclado.

3 – Ações que visem a preservação dos parques municipais:

– Instalação de áreas de preservação para o Parcão, o morro da Fundação e o morro de Dois Irmãos. Revitalização das áreas degradadas nestes APAs. Remover os invasores destas áreas;

– Ressocialização das áreas verdes, parques e praças da cidade;

– Resgate do acesso aos parques e áreas de convívio social. Dotar esses locais de segurança e infra-estrutura mínima para lazer e apresentações culturais;

– Assumir o controle de espaços como o Centro Social Urbano, o Parque do Trabalhador e o Parque Floresta Imperial.

4) Ações que visem a adoção de boas práticas ambientais:

– Incentivar o uso de cisternas para coleta da água da chuva;

– Fiscalizar o corte de árvores, um trato melhor aos animais de rua e cavalos;

– Instalar a comissão de arborização que vai elaborar o plano de arborização da cidade;

– Relatório anual sobre as plantações e compensações;

– Pavimentação permeável na área de calçamento e estacionamentos;

– Adoção de práticas de educação ambiental.

Comments(2)

  1. Joel Robinson says

    Temos que começar com a criação do Conselho Municipal de Meio Ambiente.

  2. eco do sinos says

    olá turma do movimento roessler,
    temos como ter um feedback a cerca destas questões que foram aqui abordadas?

Comments are now closed for this article.