A natureza grita, mas há quem não deseja ouvir

Carta aberta aos senhores membros do Conselho de Saneamento e Meio Ambiente de Novo Hamburgo.

Com grande tristeza recebemos a informação que o conselho autorizou o corte de uma seringueira (Fícus elasticus) situada na Av. Vitor Hugo Kunz próximo a rótula com a Nicolau Becker.

Lamentamos profundamente esta decisão, ao nosso ver profundamente equivocada. Como já manifestamos anteriormente, a remoção desta árvore é totalmente desnecessária, cabendo no máximo o manejo de alguns galhos próximos à rede elétrica e algum ajuste no passeio público.

A árvore não apresenta nenhum problema que justifique sua remoção. Não há residência próxima, e eventuais construções no terreno poderão ser adaptadas a sua presença.

Há muitos anos esta árvore vem contribuindo com sua presença para gerar qualidade de vida para a população do seu entorno e também abrigo para a fauna local.

Entendemos que a decisão do Consam abriu um sério precedente ao não se posicionar em favor da manutenção desta árvore. A partir de agora qualquer árvore da cidade está ameaçada. Basta que alguém peça formalmente, que o Consam não terá argumento para impedir qualquer outra derrubada. Os inimigos do verde da cidade devem estar comemorando.

É triste constatar que o órgão máximo da defesa ambiental da cidade tenha tomado esta decisão, deixando todas as árvores da nossa cidade à mercê da fúria de outros interesses que não o da defesa do meio ambiente. Qualquer especulador imobiliário poderá invocar este caso daqui pra frente para também cortar outras árvores.

Cremos que o cabe ao Consam uma reflexão interna de qual se verdadeiro papel e quais os interesses que deve defender. Este mesmo comentário se estende aos servidores da SEMAM, que aparentemente abalizaram tecnicamente esta decisão, contrariando, inclusive a opinião do nosso Secretário de Meio Ambiente.

O fato também ilustra o equívoco que foi a unificação dos temas de saneamento e meio ambiente num único conselho que levou a extinção do antigo Compam. A defesa do meio ambiente, nesta composição, ao nosso ver, ficará sempre em segundo plano.

Pelo visto, como em outras tantas gestões municipais passadas, a defesa da nossa arborização urbana segue unicamente dependendo dos cidadãos que amam a natureza e fazem a sua defesa em nome dos verdadeiros interesses da coletividade e que reconhece a sua importância para a manutenção da qualidade de vida. Gente que, como nós do Movimento Roessler, seguirá colocando sua defesa acima de interesses individuais ou comerciais que neste caso, aparentemente, falaram mais uma vez, mais alto.

Atenciosamente

Arno Leandro Kayser
Presidente do Movimento Roessler para Defesa Ambiental

 

E com grande tristeza, informamos que mesmo após diversas manifestações e incansáveis trocas de e-mails, que aparentemente não foram suficientes, a remoção da seringueira foi autorizada pelo CONSAM e no dia de hoje concretizada.

Enquanto muitos aproveitavam o feriado, estávamos na luta por um último apelo em favor da árvore. Um forte obrigado ao nosso vice-presidente Thiago Safadi que tentou impedir uma última vez a remoção da seringueira, mas foi vencido pelos “poderosos”, e só lhe restou ser espectador e registrar estas atrozes imagens.

Luana da Rosa
Secretária do Movimento Roessler para Defesa Ambiental

Comment(1)

  1. Alberto says

    Mais uma prova da triste realidade de uma ‘comunidade’ que virou as costas ao meio ambiente mas não abandona carros do ano, apartamentos de luxo, cachorrinhos e que são indiferentes com a natureza, segurança, qualidade de vida e nosso futuro. Lamentável.

Post a comment